O Aeroporto Internacional de Florianópolis inicia neste mês testes com drones para serviços de inspeção do sítio aeroportuário. A iniciativa é inédita em aeroportos do Brasil.

“Drones em aeroportos e suas imediações são considerados um problema. Para nós, é uma solução. O drone pode ser um grande aliado para melhor efetividade no monitoramento e fiscalização de diferentes áreas do aeroporto” observa Fabio Marques, Diretor de Operações dos aeroportos de Florianópolis, Vitória e Macaé.

Inicialmente, a inspeção com drone, equipado com câmera, atenderá as áreas de Segurança, Manutenção, Controle da Fauna e SGSO (Sistemas de Gerenciamento da Segurança Operacional). Entre as vantagens do uso do equipamento, estão: 

  • registro de locais inacessíveis do sítio aeroportuário, como áreas de vegetação densa;
  • mais agilidade e complementação em inspeções na infraestrutura de pátios, taxiways, áreas de manobra e pistas;
  • melhor e maior controle da fauna do entorno do aeroporto, garantindo ação preventiva de proteção aos animais e de segurança operacional;
  • registro das informações em banco de dados com maior qualidade.

O uso de drone no aeroporto foi possível a partir de um acordo da Floripa Airport, subsidiária do Grupo Zurich Airport que administra o aeroporto de Florianópolis, e o Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Florianópolis (Dtcea). A concessionária treinou equipe especializada para pilotar os equipamentos, aprovou os testes junto aos órgãos reguladores e fez os devidos cadastramentos de equipe e equipamentos para autorização dos voos. A Floripa Airport reforça que qualquer outra utilização de drones por pessoas não autorizadas nas proximidades do aeroporto permanece proibida.