A pesquisa de Satisfação Geral dos Passageiros, divulgada nesta quarta-feira pela Secretaria de Aviação Civil (SAC), evidencia que o aeroporto de Florianópolis registrou melhorias, e os passageiros começam a perceber. A nota geral do aeroporto em janeiro foi 3,22. Em março, subiu para 3,69, um crescimento de 12%. Dos 38 indicadores, o aeroporto foi melhor avaliado em 24 deles, um percentual de 63%.

Entre os destaques da pesquisa, está a alta qualidade do wi-fi, que saltou de 1,46 (out. a dez. 2017) para 3,58 (jan. a março 2018). A média dos outros aeroportos pesquisados é de 3,27. Em janeiro, quando assumiu as operações, a Floripa Airport instalou uma nova rede de wi-fi, mais potente e gratuita. 

A diminuição das filas no raio X é outro ponto de melhoria que foi reconhecido pelos passageiros, com nota média de 4,25, referente ao primeiro trimestre de 2018. No trimestre anterior (out a dez/2017) foi 3,89. Em janeiro, a Floripa Airport ampliou a área de inspeção de segurança, aumentando em 35% a capacidade de atendimento.

Em 17 indicadores, o aeroporto da capital catarinense ficou com nota acima da meta estabelecida como 4 pela SAC (a avaliação máxima é 5). Veja quais são eles:

 

A Floripa Airport sabe que ainda há muito a fazer para ser melhor avaliada na percepção dos passageiros. “Apesar de ver avanços nos nossos esforços, nós obviamente não estamos felizes com a nossa posição na pesquisa SAC. Continuaremos, portanto, a trabalhar duro para melhorar experiência dos nossos passageiros e a partir de julho vamos surpreende-los com mais um novo produto que hoje não existe neste terminal”, afirma Tobias Markert, CEO da Floripa Airport.

Neste mês de abril, a concessionária suíça iniciou a reforma dos banheiros e estacionamento. No total, serão investidos R$ 5 milhões para minimizar os efeitos da insuficiência do atual terminal, que tem capacidade para 2 milhões de passageiros por ano e recebe o dobro deste número.

A empresa, no entanto, tem consciência de que a mudança de patamar no conforto e qualidade de atendimento aos passageiros é uma conquista de longo prazo, que provavelmente só será plenamente vista nas pesquisas com a construção do novo terminal, previsto para operar até outubro de 2019 e onde estão sendo investidos R$ 550 milhões.