Um simbolismo clássico da aviação marcou o início das operações da Floripa Airport, subsidiária do grupo suíço Zurich Airport, que assumiu nesta quarta-feira (03/01) as operações do Aeroporto Internacional de Florianópolis. Às
7h05, o voo da Gol que saiu de Porto Alegre e pousou na capital catarinense foi recepcionado por um enorme water salute: dois jatos de água, disparados por carros de bombeiros, que criaram um arco sobre a aeronave. O rito de
boas-vindas praticado há décadas na aviação mundial teve o toque inesperado de um arco-íris, que se formou no céu, acima e à direita da aeronave, tornando o momento ainda mais especial.

A programação de início das operações seguiu no saguão do aeroporto, onde o CEO da Floripa Airport, Tobias Markert, cumprimentou os primeiros passageiros. Na sequência, representantes da imprensa e autoridades assistiram a uma apresentação sobre o projeto da Floripa Airport, que prevê a construção de um terminal quatro vezes maior que o atual e investimentos superiores a R$ 500 milhões. A concessão tem duração de 30 anos. Entre as autoridades, estavam presentes o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, o  vice-governador do Estado, Eduardo Pinho Moreira, e o secretário de Turismo, Esportes e Lazer, Leonel Pavan, além de representantes do Governo Federal.



Na apresentação, Tobias Markert salientou o foco da concessionária em proporcionar o melhor atendimento aos passageiros e mostrou o organograma da empresa: “vocês podem ver que não temos muitos gerentes, mas fizemos questão de ter um gerente de uma área específica dedicada aos passageiros para poder garantir o melhor atendimento possível para as pessoas.”
 
O CEO mostrou ainda as melhorias no atual terminal, como a ampliação na área de inspeção de passageiros e a nova rede de wifi gratuita e mais rápida.

Markert lembrou que o atual terminal tem capacidade para apenas 2 milhões de passageiros por ano, e só em 2017, recebeu 3,8 milhões. “O terminal trabalha muito acima da capacidade real de atendimento. Então a população precisa ter paciência porque ainda estaremos neste terminal até outubro de 2019, quando entregaremos o novo terminal. Mas até lá faremos o possível para melhorar tudo o que estiver ao nosso alcance”.

A cerimônia prosseguiu com a apresentação do projeto do novo terminal aeroportuário de Florianópolis, que será quatro vezes maior que o atual e terá capacidade para 8 milhões de passageiros por ano. A obra tem
previsão para começar em 15 de janeiro. Markert concluiu a apresentação afirmando que vai trabalhar para que a população de Florianópolis e Santa Catarina tenha orgulho de seu aeroporto e mostrou uma família fazendo uma selfie em frente à nova placa da Floripa Airport. “Queremos contribuir para este sentimento. Esta foto não é uma montagem. É uma foto real, que mostra o orgulho dessas pessoas e a vontade de estar em Florianópolis”, finalizou Markert.



A cerimônia foi encerrada com o descerramento da placa da Floripa Airport, em frente ao terminal de passageiros, que marca oficialmente a chegada da nova administração.