26 de junho de 2018, uma data para ficar registrada na história do Aeroporto Internacional de Florianópolis. Com a presença de autoridades nacionais e locais, funcionários do aeroporto, imprensa, empresários e associações da cidade, a Floripa Airport realizou a Aufrichtefest, uma cerimônia de tradição suíça que marca a verticalização de uma obra. Neste mês de junho, a construção do novo terminal de passageiros do aeroporto entrou na segunda fase, com o início da elevação do prédio do novo terminal.

Durante a cerimônia, uma cápsula do tempo foi enterrada na obra do novo terminal, com fotos da cerimônia, dinheiro suíço e brasileiro, uma tabelinha da Copa do Mundo, exemplares da edição de hoje dos jornais Diário Catarinense e Notícias do Dia, um celular, uma cópia do estatuto do Aeroporto e um pendrive com imagens do terminal. A cápsula só será aberta em 31 de agosto de 2047, daqui a 30 anos, quando se encerra a concessão do aeroporto ao grupo Zurich Airport.

O ritual da cápsula foi realizado pelo CEO da Floripa Airport, Tobias Markert, ao lado do diretor de projetos, Admilson Reis, o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, o membro do Conselho de Administração da Floripa Airport, Luiz Gonzaga Coelho, e Adriano Pinto, Gerente de Outorgas de Infraestrutura Aeroportuária da Anac.

Na sequência, Markert e Loureiro selaram o evento com a colocação de um pinheirinho no telhado do Visitor Center, showroom com materiais e cores do novo terminal, também inaugurado nesta terça (foto abaixo). A fixação da muda é o ato símbolo da Aufrichtefest, uma tradição de 500 anos na Suíça.    

O CEO da Floripa Airport também anunciou uma grande novidade para o terminal atual: a ampliação da ala de embarque do aeroporto, com aumento de 50% da capacidade, e a abertura de uma sala vip, prevista para ficar pronta em julho.

O evento ocorreu em uma tenda montada na obra do novo terminal. Ao som do virtuose Alegre Côrrea e banda, músico de Florianópolis que tem no currículo um grammy, os convidados puderam degustar delícias suíças e brasileiras, montadas em duas ilhas, uma para cada país. Seleção de queijos da Suíça e espetinhos de linguiças alemãs variadas integraram o cardápio europeu. Do lado brasileiro, caldinho de feijão, ostras ao bafo e verrine de camarão empanado no coco.

O novo terminal do Aeroporto de Florianópolis entra em operação em agosto de 2019. Os investimentos são de R$ 550 milhões.