O Terminal Internacional de Cargas do Aeroporto de Florianópolis está pronto para receber, armazenar, nacionalizar e liberar vacinas para o combate ao coronavírus.

O Floripa Airport Cargo já tem a Autorização de Funcionamento (AFE), expedida pela ANVISA, e conta com infraestrutura para armazenamento de mercadorias nas mais variadas temperaturas e equipamentos, com câmeras frias e armazéns para cargas com temperaturas entre 15° a 22°C, 2° a 8°C e para temperaturas negativas de até -18°C. No caso das vacinas que precisam ser estocadas numa temperatura negativa abaixo de -70°C, os imunizantes já chegam acomodados em equipamentos com gelo seco, e o aeroporto dispõe da infraestrutura adequada para a armazenagem deste tipo de mercadoria. Além disso, o Terminal de Cargas tem área coberta preparada para receber equipamentos Envirotainer, importantes neste tipo de transporte.

“A Floripa Airport está pronta para receber os diferentes tipos de vacina observados no mercado internacional e para contribuir com os estados do Sul nesta logística tão importante para 2021”, comenta Ricardo Gesse, CEO do aeroporto de Florianópolis.

O Terminal Internacional de Cargas de Florianópolis se destacou neste ano como uma opção efetiva para o transporte aéreo de cargas no Sul do Brasil. O aeroporto recebeu cargueiros vindos da China com mercadorias de combate ao coronavírus e, a partir de agosto de 2020, passou a operar a rota cargueira internacional semanal Miami - Florianópolis, até então inédita em Santa Catarina e uma das poucas rotas a operar com 100% de regularidade.

Desde outubro de 2019, o aeroporto é homologado pela ANAC para receber as aeronaves de código “E” ou wide body, classificação de boa parte dos cargueiros de grande porte. A Floripa Airport, subsidiária do grupo Zurich Airport que administra o aeroporto, realizou uma série de melhorias de infraestrutura nos últimos dois anos para adequar o aeroporto aos cargueiros internacionais, entre elas:

  • ampliação da pista principal de pouso e decolagem;
  • alargamento da pista com a implementação de acostamentos;
  • aumento da capacidade de pátio com a inauguração do novo terminal;
  • a construção de áreas de segurança nas cabeceiras, as chamadas RESA; 
  • construção de novas taxiways.

 

Atualmente, o Floripa Airport Cargo registra recorde de agilidade na liberação de cargas: 71% das cargas são liberadas em até 24 horas.